Buscar
  • Litoral Contabilidade

Como os gestores podem fazer seus funcionários mais felizes

Funcionários querem uma cultura corporativa em que a felicidade no trabalho esteja na agenda dos líderes


Uma das lições aprendidas com a pandemia é que os profissionais querem uma vida melhor. Para atingir esse objetivo, eles têm necessidades diferentes. Líderes empáticos precisam oferecer uma variedade de opções de trabalho: remotas, híbridas ou em tempo integral no escritório. Eles também podem permitir que as pessoas se tornem nômades digitais, trabalhando em qualquer lugar que escolherem. Se uma pessoa trabalha em uma cidade de alto custo, ela deve poder se mudar para locais de baixo custo para economizar dinheiro e manter o mesmo salário.


Pague bem


Sejamos honestos. Poucas pessoas vão trabalhar por amor ao que fazem. A grande maioria trabalha para ganhar a vida e cuidar de suas famílias. É uma troca. Os funcionários oferecem seu tempo, esforços e experiência em troca de remuneração.

Consequentemente, empresas que levam a sério o cuidado do seu pessoal e a felicidade no trabalho têm que pagar bem. Em vez de oferecer salários baixos ou enganar os funcionários com bônus e aumentos, os líderes inteligentes na verdade pagam mais às pessoas para deixá-las não só mais felizes, mas motivadas, engajadas e se sentindo valorizadas. E as organizações que não pagam de forma justa vão ver os melhores talentos sendo recrutados por outras empresas.


Oportunidades de crescimento interno


Os funcionários querem saber se existe potencial para crescer dentro da empresa. Uma pessoa precisa acreditar que há um caminho a seguir. É deprimente quando você atrofia no mesmo trabalho por anos. Se o mercado de trabalho não está aquecido, o trabalhador não tem muitas opções. Mas se o mercado está aquecido, ele pode repensar.

Os trabalhadores também querem aprender novas habilidades. Estamos na era digital. Aqueles que não possuem conhecimentos básicos de tecnologia vão estar despreparados para o futuro do trabalho. As empresas voltadas para esse futuro terão prazer em treinar, aprimorar, orientar, treinar e ensinar habilidades a seus funcionários para mantê-los na vanguarda. Se não o fizerem, perderão talentos para seus concorrentes.


Segurança psicológica


Você não vai ficar feliz se um chefe temperamental te repreender publicamente por cometer um pequeno erro. Um líder volátil pode causar estragos na sua saúde mental. Isso afetará sua confiança e autoestima e você começará a duvidar de cada movimento que fizer.

Trabalhar em um ambiente que oferece segurança psicológica é vital para a sua carreira e felicidade no trabalho. O termo se refere a uma gestão que dá autonomia para que os trabalhadores cumpram suas responsabilidades sem medo de represálias. Se você falhar em executar suas tarefas, em vez de gritos, haverá uma conversa calma e racional. O supervisor deve oferecer feedback construtivo e maneiras de ter sucesso na próxima vez.

Saber que você pode se arriscar, assumir responsabilidades e buscar grandes desafios sem se preocupar em ser castigado ou punido lhe dará confiança. Você terá um desempenho melhor, pois estará feliz em saber que seu chefe e a liderança te apoiam e têm as melhores intenções para te ver ter sucesso e prosperar.


Senso de pertencimento


Todos os funcionários querem se sentir bem-vindos no local de trabalho. Ninguém quer trabalhar em um lugar que exclui e marginaliza as pessoas. Os funcionários desejam uma cultura corporativa que transmita uma sensação calorosa de fazer parte de um time unido com um forte espírito de equipe.

Você ficará motivado e engajado quando se sentir encorajado a fazer o seu melhor. Quando você faz parte de algo maior do que você mesmo, isso te ajuda a passar por momentos difíceis. Fazer parte de uma equipe unida te torna mais apto a permanecer na empresa e fazer o seu melhor. O espírito de pertencimento ajuda a manter todos energizados, motivados e felizes.


Demonstre afeto e gratidão


Líderes atenciosos demonstram gratidão e mostram sua apreciação. Alguns executivos recomendam reconhecer publicamente as pessoas por suas contribuições na frente de seus pares. Eles podem até postar as realizações de um trabalhador que foi além de suas funções nas mídias sociais internas e externas.


Um gestor pode pagar por uma pizza sem nenhum motivo além de demonstrar afeição por sua equipe. Pode haver uma nota particular ou email enviado a um funcionário agradecendo especificamente por uma contribuição que fez. Os supervisores podem levar seu grupo para almoçar ou jantar para demonstrar apreço.


Com modelos híbridos e remotos, a gestão poderia patrocinar eventos externos que oferecem diversão, descontração e aproveitar para conhecer novos funcionários e reencontrar antigos companheiros de trabalho que não são vistos pessoalmente há mais de dois anos. Esses e outros gestos criam um ambiente acolhedor em que todos sentem carinho e cuidado.


Demonstrar gratidão e apreço tem um efeito cascata. Isso torna as pessoas mais agradáveis umas com as outras e afeta positivamente a vida e a felicidade dos funcionários no trabalho e fora dele. Ao voltar para casa do escritório, você leva essa sensação calorosa e feliz e compartilha isso com a sua família.


Atenciosamente,

Litoral Contabilidade


0 comentário